Ah, é muito bom poder definir seu próprio horário e ter sua própria carreira… Os autônomos, tanto como autônomos quanto como freelancers, estão conquistando mais seguidores a cada dia.  Mas e as contas organizacionais? Tem muita gente que atrapalha a história por não ganhar o mesmo dinheiro todo mês e gastar mais do que deveria. Esta é a sua situação? Então esse artigo vai te ajudar: Separei 5 dicas de como organizar suas finanças sem um salário regular que aprendi como freelancer.

Como Organizar minhas Finanças?

1. Reduza os Custos Fixos

Bom, se você não tem um salário fixo, fica difícil arcar com despesas altas todo mês, concorda? Então a regra é cortar o máximo possível! Pense em onde você pode reduzir custos fixos, até mesmo despesas básicas como aluguel, transporte e contas de água, luz, telefone e internet. Garanto que você pode cortar muito nesses pontos!

2. Cartão de crédito?

Você realmente precisa? Uma das maiores armadilhas para as pessoas que não sabem quanto dinheiro ganham por mês é o cartão de crédito. Você começa a pagar em prestações, em prestações, em prestações, e quando vê que já tem despesas garantidas até ao final do ano, não tem a certeza se vai conseguir pagá-las… A regra aqui é virar a maré e começar a “instalar” as taxas do plano mais cedo.

Por exemplo, você precisa comprar roupas novas para o inverno? Assim que o verão pensar em se despedir, comece a juntar uma quantia mensal para isso, listando todas as peças que são realmente necessárias e o máximo que pretende pagar por elas. Só mantenha no cartão de crédito parcelado quando realmente valer a pena, geralmente compras de alto valor e impossível negociar descontos à vista.

3. Controle e Planejamento Mensal

Qualquer texto que você ler sobre dicas financeiras incluirá o seguinte: Faça um plano de despesas e acompanhe suas despesas mensalmente. Isso é ainda mais importante para empregos sem salários fixos. Isso ajudará você a não desperdiçá-lo quando receber mais meses, porque sabe que precisa guardá-lo para o próximo mês. Você tem que verificar sua conta todos os dias, afinal, você precisa ser capaz de determinar quando deve abrir mão de algumas despesas ou até mesmo trabalhar um pouco mais. Para ajudar, existem diversos aplicativos, planilhas do Excel e cadernos antigos. Escolha um produto que realmente fará parte do seu dia a dia e comece!

4. Vários tipos de reservas financeiras

Se você pode ganhar R$ 500,00 em um mês e R$ 2.000,00 em outro mês, você precisa manter reservas financeiras para ajudá-lo nesses momentos difíceis. Tente coletar pelo menos 4 meses de reservas em um aplicativo de baixo risco que pode ser sacado a qualquer momento. Essa será a gordura que você poderá usar nos meses em que não estiver ganhando tanto, e para onde vai o dinheiro extra quando estiver ganhando mais (tudo bem pensado no seu planejamento financeiro, é claro). Além dessa reserva, não esqueça de fazer uma para aposentadoria, mesmo que esteja contribuindo para o INSS. Se você acompanha as notícias, sabe por quê, não é? Planos como comprar um imóvel, trocar de carro ou até mesmo uma fantástica viagem de férias também devem ter suas próprias reservas. Pesquise opções de investimento como tesouraria direta, renda fixa… só não coloque tudo debaixo do colchão ou na poupança!

5. Existe uma maneira de ganhar dinheiro “sem trabalhar”?

Afinal, quando estamos vivendo uma época em que não sabemos quanto vamos ganhar no final do mês, sempre vale a pena procurar outras formas de ganhar dinheiro. Especialmente se eles não ocuparem mais do seu tempo. Você pode fazer seu dinheiro trabalhar para você, escolher os melhores investimentos ou, se não tiver capital para começar, encontrar formas criativas de aumentar sua renda. Alugar um carro pela Pegcar ou hospedar hóspedes em casa pelo Airbnb são alguns exemplos, mas há muitas novas iniciativas na chamada economia compartilhada que podem te ajudar. Faça uma pesquisa!

Hora de colocar o dinheiro para trabalhar!

Gostou dessas dicas? Então agora é a hora de organizar suas finanças e colocar seu dinheiro para trabalhar, mesmo que você não saiba quanto dinheiro será depositado em sua conta bancária a cada mês. Reduza custos, invista com sabedoria e mantenha o foco!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.